domingo, 5 de julho de 2009

TEORIA DO REFORÇO

Desenvolvida inicialmente pelo psicólogo norte-americano Burrhus Frederic Skinner (considerado como um dos pais da psicologia comportamental), a Teoria do Reforço, que não é tão nova assim mas é usada com muita freqüência e, às vezes, até de maneira inconsciente pela maioria das pessoas . deriva de um ramo da psicologia chamado BEHAVIORISMO (Skinner) ou COMPORTAMENTALISMO ou nos seu ramos, como o APRENDIZADO SOCIAL (Bandura).
conclui que as ações com conseqüências positivas sobre o individuo que as práticas tendem a ser repetidas no futuro, enquanto o comportamento que é punido tende a ser eliminado. O comportamento é controlado por suas conseqüências. Significa que as coisas funcionam na base da premiação e punição.

Recompensas e punições desempenham um papel importante na vida diária sejam eles positivos ou negativos.
Reforço positivo : apenas aqueles eventos ou objetos que vem após um comportamento e aumentam sua freqüência
Reforço negativo: fortalece a resposta que o remove e enfraquece a resposta que o produz
. O QUE É MOTIVAÇÃO?
Motivação define-se pelo desejo de exercer altos níveis de esforço em direção a
determinados objetivos, organizacionais ou não, condicionados pela capacidade de
satisfazer algumas necessidades individuais



A idéia principal dessa teoria é de que o reforço condiciona o comportamento sendo que este é determinado por experiências negativas ou positivas, devendo o dirigente, professores, pais ou quem esteja à frente estimular comportamentos desejáveis e desencorajar comportamentos não agradáveis.
O reforço positivo se dá de várias formas tais como: premiações, promoções e até um simples elogio a um trabalho bem feito. São motivadores vistos que incentivam o alto desempenho.
11
O reforço negativo condiciona a pessoa à não se comportar de maneira desagradável, atuando através repreensões chagando até a demissões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário